Desenvolvimento Econômico

GOIÁS DE OPORTUNIDADES: ECONOMIA FORTE, EMPREENDEDORISMO E INOVAÇÃO

• Implantada uma política de REGIONALIZAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO, com atração de empresas para todas as regiões do Estado. O objetivo é mudar o cenário de concentração das empresas no centro do Estado. Hoje, 60% das empresas instaladas em Goiás estão sediadas em 4 municípios: Goiânia (41,78%), Aparecida de Goiânia, Senador Canedo e Anápolis.

Assinados protocolos de intenção com 44 novas empresas, que vão se instalar em 25 municípios de Goiás. Expectativa de geração de 25.663 empregos diretos e indiretos e investimento previsto de dois bilhões e trezentos mil reais. Esses valores atingidos nos primeiros 8 meses de trabalho representam o mesmo investimento de 2017 e 2018 somados.

• Durante os 9 primeiros meses do ano, o programa de incentivo fiscal PRODUZIR teve 51 projetos aprovados, que representam um investimento fixo de 937 milhões de reais. As empresas beneficiárias estão instaladas em pelo menos 9 municípios, gerando 1.234 empregos diretos.

• FCO: Um bilhão e setecentos mil reais em operações contratadas em 2019, sendo 879 milhões para o FCO Empresarial e 917 milhões para o FCO Rural.

• Lançado o GOIÁS EMPREENDEDOR: 3 linhas de crédito para atender do pequeno ao grande empreendedor. Em apenas três meses, foram realizados 3.350 atendimentos e 234 contratos foram assinados. Os empréstimos feitos ao pequeno empreendedor vão de R$ 15 mil a R$ 50 mil (Crédito produtivo). Na linha do microcrédito, os valores variam de R$ 500 a R$ 3 mil para compra de equipamentos e insumos.

• O Goiás Empreendedor conta com a Caravana do Empreendedor. A primeira edição da Caravana foi realizada no Entorno do Distrito Federal, na cidade de Águas Lindas. A segunda edição da Caravana será realizada na cidade de Rio Verde, nos dias 4 e 5 de outubro.

• De janeiro a setembro, foram abertas 18.086 novas empresas em Goiás. SALDO POSITIVO DE 8.501 EMPRESAS, entre abertura/fechamento, o que representa um AUMENTO DE CERCA DE 14% SE COMPARADO AO MESMO PERÍODO DO ANO ANTERIOR. 353 empresas abertas em 2019 têm capital social superior a 500 mil reais.

• Conforme os dados mais recentes do CAGED, Goiás teve, de janeiro a agosto de 2019, um saldo positivo de 35.464 postos de trabalho gerados. No acumulado de 12 meses, o saldo positivo é de 16.439 postos de trabalho.

• JUNTA 100% DIGITAL (digitalização dos processos de abertura, alteração e extinção do registro mercantil). Até novembro, TODOS os processos de abertura de empresas TERÃO de ser feitos digitalmente. JÁ É POSSÍVEL ABRIR EMPRESAS EM GOIÁS DE QUALQUER LUGAR DO MUNDO.

• PROGRAMA GOIÁS SOLAR: 1.032 sistemas fotovoltaicos instalados, com 1.307 unidades consumidoras beneficiadas, o que representa 30% de crescimento somente no 1º semestre deste ano.

• Firme embate com a ENEL, resultando em assinatura de termo de compromisso que representará a antecipação dos investimentos na ampliação da rede de distribuição de energia. Dentre os compromissos assumidos, está o acréscimo de cerca de 1.500 MVA (megavoltàmperes) ao sistema elétrico de Goiás, o que seria suficiente para abastecer as cidades de Goiânia, Anápolis, Rio Verde e todos os 28 municípios da Região Metropolitana.

• O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Desenvolvimento e Inovação, está trabalhando para criar no Estado O MELHOR E MAIOR ECOSSISTEMA DE INOVAÇÃO E EMPREENDEDORISMO DO BRASIL:

1) Articulação para realização da CAMPUS PARTY GOIÁS (4 a 8 de setembro).

- A edição foi considerada um sucesso pelos próprios organizadores da Campus Party. Foram 70 mil visitantes, incluindo empreendedores e investidores de vários segmentos, interessados em iniciativas e soluções inovadoras.
- 2.539 estudantes da rede pública estadual foram levados para o evento. E 1.570 alunos da rede ITEGO também participaram gratuitamente.
- A pedido do Governo de Goiás, a Campus Party desafiou os campuseiros em uma Hackathon (Maratona Digital) com o desafio de apresentar soluções para a Transparência na Gestão Estadual.

2) Assinado decreto de regulamentação do NOVO MARCO LEGAL DA INOVAÇÃO, que alavancará o empreendedorismo em Goiás.

3) Implantado programa de PARQUES TECNOLÓGICOS para promover a aproximação das universidades com o setor produtivo. Serão 6 PARQUES EM DIFERENTES REGIÕES DO ESTADO.

4) PROJETO INCLUDE: Projeto de inclusão social de jovens na Ciência & Tecnologia. Laboratórios de Inovação serão implantados nas 15 cidades mais carentes de Goiás (IMCFGO), numa parceria entre a Campus Party, a Sudeco e o Gabinete de Políticas Sociais.

5) PROJETO CENTELHA: está sendo implantado em parceria com o governo federal, disponibilizando recursos para alavancar startups inovadoras.