PC e PM prendem suspeitos por chacina em Goiânia

Publicado: 12/06/19 15:08

Em operação integrada, as polícias Civil e Militar prenderam três suspeitos por uma chacina ocorrida em abril, em uma casa no Residencial Três Marias, em Goiânia. O trio foi apresentado nesta quarta-feira, dia 18. Um adolescente de 16 anos também foi apreendido por envolvimento no crime.

De acordo com as investigações, os homicídios foram motivados por desavenças entre facções criminosas rivais. Foram detidos Gustavo Luiz Chimango Dias, Willian de Oliveira e Anderson Reis dos Santos.

Conforme apurado pelas forças policiais, durante o crime, os suspeitos chegaram até o local, aproveitaram que o portão estava aberto e entraram. Em seguida, atiraram nos homens e pouparam as mulheres que estava na residência. Quatro pessoas foram mortas e uma ferida.

Segundo o delegado Ernane Cazer, o objetivo dos criminosos eram matar apenas uma das vítimas. “O sobrevivente contou que o trio queria assassinar especificamente Wanderson Inácio Araújo, mas decidiram disparar contra os demais homens. Um deles foi morto na rua quando tentou fugir”, explicou. O delegado também ressaltou que todas as armas utilizadas eram de uso restrito.

O primeiro suspeito localizado foi o adolescente. Ele foi encontrado, em 23 de abril, no Setor Cidade Vera Cruz. Um dos adultos, Gustavo Luiz, foi preso no mesmo dia, no Bairro Ilda. “Os dois confessaram envolvimento e indicaram os outros dois suspeitos, que já estavam detidos no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, por outros crimes que cometeram após a chacina”, relatou o comandante do 42º Batalhão da PM, tenente-coronel Durvalino Câmara.

Participaram da operação policiais civis da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH) e militares do 42º BPM e do Grupo de Radiopatrulha Aérea (GRAER). Na apresentação dos suspeitos, o secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda, voltar a destacar a importância do trabalho conjunto entre as forças policiais. “Trata-se de mais um grande trabalho dos nossos policiais. A integração entre as forças de segurança tem conseguido retirar um grande número de criminosos das ruas e evitar que outros crimes sejam cometidos”, disse.

O titular da SSP lembrou que, em maio de 2019, o número de homicídios apresentou queda de 55% em Goiânia, na comparação com igual período do ano passado. “Nossa resolução de homicídios também tem sido positiva. Quase 90% dos homicídios cometidos em Goiás já foram solucionados.

Combate às facções

O secretário de Segurança Pública também destacou que, por meio da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária, estão sendo tomadas medidas específicas em relação aos integrantes de facções criminosas que cometem crimes mais graves. No caso da chacina, por exemplo, os três maiores serão isolados no presídio. “Todos os faccionados que cometerem esses crimes vão passar no mínimo 30 dias em isolamento”, garantiu.

Comunicação Setorial Secretaria de Segurança Pública
Mais informações:(62) 3201-1027