Secretaria de Cultura comemora 30 anos da Biblioteca Braille

Publicado: 11/09/19 14:50

Nesta sexta-feira, das 13 às 17 horas

A Biblioteca Braille José Álvares de Azevedo, unidade da Secretaria de Cultura (Secult Goiás), comemora 30 anos de leitura, conhecimento e cultura para as pessoas com deficiência visual  de Goiás com um evento nesta sexta-feira, dia 13, das 13 às 17 horas, no auditório do Museu Zoroastro Artiaga (também unidade da Secult Goiás), com a participação do secretário de Cultura, Edival Lourenço.

A programação terá apresentação do coral do Centro Brasileiro de Reabilitação e Apoio ao Deficiente Visual (Cebrav), cordel sobre a Biblioteca Braille, exibição de filmes com audiodescrição, palestra com Perla Assunção, representante da Rede Nacional de Leitura Inclusiva da Fundação Dorina Nowill Para Cegos (SP), bate-papo com usuários da Biblioteca Braille. Haverá participação da Associação dos Deficientes Visuais do Estado de Goiás (Adveg).

Será exposto um panorama sobre leitura em formato acessível para pessoas com deficiência visual (Braille, áudio, caracteres ampliados e formato digital). Estarão presentes: Perla Assunção, da Rede Nacional de Leitura Inclusiva, projeto da Fundação Dorina Nowill, de São Paulo, para falar sobre o perfil do leitor com deficiência visual, e Romeu Fernandes de Lima, da Biblioteca Braille, que irá discorrer sobre tecnologias assistivas.

No evento, será apresentado os resultados da pesquisa Cenários da Leitura Acessível para pessoas com deficiência visual, feita pelo Datafolha. O levantamento, quantitativo e qualitativo, traçou o perfil desses leitores e constatou que a maioria é mulher com escolaridade elevada, e que 39% dos entrevistados leem todos os dias.

A pesquisa também mostrou que há uma percepção geral de que editoras de livros não se importam com a leitura acessível. Um exemplo: 61% dos leitores atribuíram nota 6 ou menor para a facilidade de encontrar livros didáticos acessíveis. 79% dos leitores utilizam algum recurso tecnológico para acessar os livros – 66% prefere os falados, audiolivros e PDF com leitor de tela acessível e 34% usa livros em braille (ainda mais difíceis de serem encontrados).

Acessibilidade

A Biblioteca Braille foi criada em 1989 pela Associação dos Deficientes Visuais do Estado de Goiás, no Centro de Apoio ao Deficiente (Nona Avenida, Setor Leste Vila Nova). Em 1992 seu acervo foi doado à Secretaria de Estado da Cultura e transferido para o Centro Cultural Marietta Telles Machado. Surgia ali a Seção Braille da Biblioteca Pública Estadual Pio Vargas, que em 1999, se desmembrou, ganhou autonomia e se tornou a Biblioteca Braille José Álvares de Azevedo.

Sempre com foco no seu usuário, a Biblioteca Braille passou por várias adequações do seu espaço físico, do acervo bibliográfico, dos serviços e dos servidores. Para tanto, contou com a sensibilidade dos gestores da Secretaria de Cultura, com o apoio incansável da Associação dos Deficientes Visuais, e dos competentes e dedicados servidores que aqui deram e continuam dando sua valorosa contribuição.

É um espaço de leitura, estudos acadêmicos, debates e manifestações culturais, atividades lúdicas, acesso às tecnologias assistivas e à pesquisa. É também um privilegiado espaço de convivência.

Confira a programação:
- 14h às 14h10 - Apresentação do coral do CEBRAV
- 14h10 às 14h20 – Apresentação de Cordel sobre a Biblioteca Braille, com Juvenal Correa
- 14h20 às 14h40 – Apresentação de vídeo institucional sobre a Biblioteca Braille José Álvares de Azevedo - BBJAA
14h40 às 15h – Participação da Associação dos Deficientes Visuais do Estado de Goiás - ADVEG
15h às 15h20 - Fala do Secretário de Estado de Cultura – SECULT-GO, Edival Lourenço
15h20 às 15h40 – Exibição de filme com audiodescrição – Interação dos participantes
15h40 às 16h – Palestra com Romeu Fernandes de Lima, professor de tecnologias assistivas da Biblioteca Braille, sobre as tecnologias que permitem o acesso das pessoas com deficiência visual aos livros
16h às 16h20 - Perla Assunção, representante da Rede Nacional de Leitura Inclusiva da Fundação Dorina Nowill Para Cegos (SP): Pesquisa “Cenários sobre a Leitura Acessível no Brasil”, desenvolvida junto com Instituto Data Folha. Estudo sobre o perfil do leitor com deficiência visual e panorama sobre o trabalho com a leitura inclusiva nas instituições
16h20 às 16h40 - Bate-papo com os usuários da Biblioteca Braille
16h40 às 17h – Coffee break

Entrada gratuita

Comunicação da Secretaria de Cultura