Famílias de Bonfinópolis comemoram entrega de moradias

Publicado: 13/06/19 16:02

Com 46 metros quadrados, as moradias foram construídas no Residencial Campo Belo, bairro  asfaltado e servido por tinha de ônibus

A parceria entre o Governo de Goiás, o governo federal e o município possibilitou a realização do grande sonho do casal formado pelo gerente de loja, Celso Freire da Cruz, 29 anos, e a auxiliar administrativa, Jéssica  Vieira, 30 anos. “Tentamos comprar uma casa antes, mas não tínhamos condições de arcar com a entrada de R$ 6 mil e a prestação de R$ 600. Quando soubemos desse programa, foi a nossa grande chance”, revelou Jéssica, que recebeu nesta quinta-feira, dia 13, uma das 43 moradias entregues pelo Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Habitação (Agehab), Caixa e prefeitura no Residencial Campo Belo, em Bonfinópolis. O governador Ronaldo Caiado foi representado na solenidade pelo presidente da Agehab, Eurípedes do Carmo.

Celso e Jéssica vão morar no Residencial Campo Belo com os três filhos. “A casa é o início de tudo. De agora em diante, é só romper barreiras”, visualiza Jéssica, ao pensar no futuro. O casal está encantado com a qualidade da moradia e a infraestrutura do lugar, asfaltado e com transporte público na porta. Eles contam que acompanharam cada momento da construção.

O presidente da Agehab lembrou em seu discurso que o governador Ronaldo Caiado está surpreendendo a todos em sua forma de agir. Segundo Eurípedes, foi incumbido à Agehab atender prioritariamente as dez cidades mais vulneráveis do Estado, demonstrando a preocupação com o social. “Já completamos o atendimento aos prefeitos desses municípios, que definiram as obras que necessitam neste momento. Vejo a preocupação e a sensibilidade do governador e da primeira-dama, Gracinha Caiado, com as pessoas mais esquecidas do poder público. E moradia é uma preocupação”, ressaltou.

Eurípedes do Carmo afirmou que estão garantidos para Bonfinópolis recursos para construção de um Conselho Tutelar. Ele entregou ao prefeito, Kelson Pinheiro, a segunda parcela de recursos para construção da sala de velório. O presidente da Agehab informou que está dando uma nova dinâmica ao trabalho da Agehab. “Não vai faltar recurso estadual e federal para investir em habitação. E vamos colocar as coisas para funcionar, porque esta é a determinação do governador”, garantiu.

Sonho realizado

"Com esse programa, vamos pagar apenas R$ 330 de prestação, sem entrada. É uma oportunidade muito boa”, afirma Nilson

O garçom Nilson Pereira dos Santos, 40 anos, e a autônoma Idelma Mesquita da Silva, 27, estão muito felizes de finalmente receber a casa própria. Em nove anos de casamento, moraram seis anos de aluguel. Como o valor estava muito pesado para a família, acabaram se mudando para a casa da mãe de Nilson há três anos. “É muito difícil juntar o dinheiro para dar a entrada. Com esse programa, vamos pagar apenas R$ 330 de prestação, sem entrada. É uma oportunidade muito boa”, afirma Nilson.

A auxiliar de higiene e alimentação, Thaynara Rosa Cunha, 24 anos, também está deixando a casa da sogra para ir morar pela primeira vez em uma casa própria. Ela e as duas filhas estão encantadas com o residencial. “Ficou tudo muito lindo”, disse a auxiliar, que vai pagar R$ 270 de prestação.

Thaynara Rosa Cunha, 24 anos, comemora com as duas filhas a primeira casa própria

O prefeito Kelson Pinheiro ressaltou a importância das parcerias para levar moradia para as famílias que precisam. Ele disse que é um desafio muito grande para o município viabilizar a área, conseguir os apoios para viabilizar os recursos e ao final entregar uma obra de qualidade, como a que as famílias estavam recebendo. “Muito importante a participação do Estado, da Caixa e de todos que atuaram para vencermos as barreiras”, relatou o prefeito.

O investimento estadual na primeira etapa do Residencial Campo Belo foi de R$ 540 mil. O custo total da obra, com recursos estaduais e federais, é de mais de R$ 3 milhões. A construção foi iniciada no ano passado, para famílias com renda de até R$ 2.600. Os recursos estaduais foram no valor de R$ 15 mil por unidade para o beneficiário que se enquadra nas exigências do programa estadual, como nunca ter sido beneficiado por programa governamental de habitação. A prefeitura doou a área e o governo federal concedeu subsídios de até R$ 23.220,00 por moradia.

No total, o residencial terá 140 unidades habitacionais. Eurípedes do Carmo explicou que a parceria entre as três esferas governamentais possibilitou parcelas muito mais acessíveis aos moradores, que vão pagar entre R$ 270 e R$ 350 de prestação. Na maioria dos casos, eliminou a necessidade de pagar a entrada, beneficiando as famílias que mais precisam.

A segunda etapa do Residencial Campo Belo, com 31 moradias, está com 94% de execução e previsão de entrega para dezembro próximo. A terceira etapa, com 34 casas, está com 35% de execução e a quarta etapa, com 32 unidades, acabou de ser iniciada. O prefeito afirmou que o bairro contará em breve com posto de saúde, escola de ensino fundamental e uma praça pública. Segundo ele, o valor dos lotes supera R$ 1,3 milhão. Somente para regularizar a área e fazer o parcelamento, foram investidos R$ 100 mil.

Mais informações: (62) 3096-5015/5016