Goiás apresenta demandas à Enel para atrair novas empresas

Publicado: 11/01/19 17:18

O futuro secretário da Indústria, Comércio e Turismo, o senador Wilder Morais, participou de reunião nesta sexta-feira, dia 11, com o representante da Enel, empresa responsável pela distribuição de energia elétrica em Goiás. Um dos assuntos tratados com o diretor de relações institucionais da Enel, Humberto Eustáquio, foi o compromisso da empresa em ampliar as redes de distribuição no Estado.

Wilder Morais estará à frente da Indústria, Comércio e Turismo de Goiás, assim que a secretaria for criada, por meio de reforma administrativa. Ele tem se atido a conhecer as demandas do setor. Para ele, esse momento de buscar informações sobre os gargalos estruturais enfrentados pelos empresários que estão instalados no Estado é de muita importância.

Outro ponto abordado por Wilder, durante a reunião, foi a melhoria dos serviços prestados às empresas instaladas em Goiás. A cobrança se estendeu aos serviços prestados à população, que veem sofrendo com interrupções e oscilações no fornecimento de energia.

Wilder Morais  demonstrou preocupação quanto a performance de Goiás em termos de disponibilidade de energia e como isto pode afetar a atração de novas empresas, além da capacidade de ampliação da produção das indústrias e empresas já instaladas.

“Já levantamos as principais demandas que a Secretaria de Indústria e Comércio vai ter nestes próximos anos com atração de empresas, então precisamos ter uma linha direta com a Enel, pois sem energia nós não poderemos trazer mais indústrias para Goiás”, ressaltou.

Segundo Wilder, o desenvolvimento de Goiás não pode esperar, geração de emprego e renda depende do setor produtivo. “Os desafios são grandes, saímos um pouco mais confiantes diante da programação de investimentos apresentados pela Enel”, disse. Wilder também disse que continuará acompanhando os investimentos e atento às demandas do setor produtivo.

O diretor de relações institucionais da Enel, Humberto Eustáquio, informou que a previsão de investimentos para os próximos cinco anos é cerca de R$ 4,1 bilhões. “Os investimentos estão em consonância com a preocupação que o senador Wilder manifestou a partir do contato para o pedido desta reunião. Nós fizemos um resumo do nosso plano de investimento, mostrando para ele principalmente as previsões de novas conexões, novas linhas e de novas subestações de alta tensão, que normalmente são as características que as indústrias requerem”, comentou.

Humberto Eustáquio garantiu que os resultados dos investimentos da Enel até o momento poderão ser observados quando a Aneel divulgar os levantamentos de 2018. “Vocês poderão ver que houve uma redução substancial no número de horas de interrupção do sistema em relação aos anos anteriores”, afirmou.

Comunicação Setorial Secretaria de Desenvolvimento - SED

Mais informações:(62) 3201-5556