Servidores evitam entrada de drogas no presídio feminino de Luziânia

Publicado: 15/03/19 12:49

Servidores do Presídio Feminino de Luziânia, pertencente à 3ª Regional Entorno da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (Dgap) evitaram a entrada de drogas na unidade na última quinta-feira, dia 14. A ação, que contou com o auxílio dos Agentes de Segurança Prisional do setor de Inteligência da Dgap, foi realizada em dia de visita dos familiares às reeducandas da unidade.

Averiguações realizadas pelo Núcleo de Inteligência e de Coleta de Dados concluíram que uma mulher tentaria adentrar à unidade com porções de drogas escondidas em suas partes intimas.

Após passar por procedimento de revista pessoal a visitante, que é irmã de uma das reeducandas do presídio, foi conduzida para a realização do exame radiográficos, comprovando a presença do entorpecente.

De acordo com a diretora da unidade Leonice Neres, ao ser abordada pelos agentes responsáveis pela segurança do local a mulher em primeiro momento negou estar portando o ilícito, mas não se recusou a realizar o exame de raio x. Após a confirmação do fato a mesma passou por atendimento médico e foi encaminhada à delegacia da cidade onde foi lavrado o auto de prisão em flagrante.

Segundo Neres, a apreensão refletiu na motivação dos servidores em continuar interceptando a entrada dos ilícitos no presídio, transmitindo assim exemplos que devem ser aplicados em outras unidades. A direção do presídio instaurou procedimento administrativo interno para averiguar as demais responsabilidades, ressalta Leonice.

A eficiência na elaboração dos trabalhos realizados pelos agentes reforça o rigor estabelecido em procedimentos operacionais que seguem as diretrizes governamentais instituídas, visando melhorias no sistema prisional goiano.

Comunicação Dgap