Caminho de Cora vai fomentar turismo e gerar emprego e renda aos municípios goianos

Publicado: 13/08/19 10:27

Governo de Goiás está empenhado em transformar trajeto turístico em realidade. Primeira etapa do projeto deve ser concluída dentro de um ano

 

Quatro caminhos em um só: caminho do ouro, da história, da natureza e das águas. É assim que será conhecido o Caminho de Cora Coralina, um trajeto de aproximadamente 300 quilômetros cheio de cultura e beleza em que os turistas poderão ver de perto a história e os encantos de Goiás. Em reunião realizada na última segunda-feira, dia 12, representantes da Associação do Caminho de Cora Coralina apresentaram ao governador Ronaldo Caiado o projeto turístico, que contemplará diversos municípios goianos, como Ouro Fino, Itaberaí, Cidade de Goiás, Jaraguá, São Francisco, Pirenópolis e Corumbá.

Entusiasmado com o avanço do projeto, o governador destacou que fará o possível para agilizar a implantação do trajeto turístico. “Ouvimos várias associações, que são responsáveis por esse maravilhoso trajeto, onde vamos reconstruir parte da Estrada de Tropeiros, da Estrada Real. Estamos empenhados em transformar o Caminho de Cora Coralina, o mais rápido possível, em realidade”, disse.

A expectativa é de que o Caminho de Cora Coralina traga para Goiás mais investimentos, além de geração de emprego e renda, que vão proporcionar “melhor qualidade de vida para todas as pessoas que vivem no interior do nosso Estado de Goiás”, ressaltou Caiado.

Para o secretário de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), Wilder Morais, é importante que o Estado dê o auxílio necessário para que os empreendedores das cidades turísticas consigam atender as demandas dos visitantes. “Estamos envolvidos nisso desde janeiro, e a nossa ideia é fazer todo o percurso com donos de pousadas e com os prefeitos, porque o turista precisa chegar aos lugares e ter algum ponto de apoio. Temos também o dinheiro do Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO) para incentivar, inclusive dar viabilidade financeira”, destacou Wilder.

A presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), primeira-dama Gracinha Caiado, que conhece pessoalmente o Caminho de Cora, uma vez que percorreu parte dele no final de julho, reiterou que a participação dos prefeitos goianos será fundamental para a assertividade do projeto. “O caminho é de uma riqueza fora do comum e pessoas vêm de todos os lugares do mundo para conhecê-lo. Temos que incorporar os prefeitos e transformar o trajeto em oportunidade de crescimento para todas as cidades da região”, enfatizou.

Projeto

“O caminho de Cora é feito por vários caminhos, como o caminho do ouro, da história, da natureza e das águas”, anunciou o consultor Antônio Augusto ao apresentar o projeto que foi inspirado no Caminho de Santiago. Os 300 quilômetros de trajeto turístico goiano proporcionarão ao visitante esforço físico e mental, bem como muita história de Goiás.

A proposta apresentada pela Associação do Caminho de Cora prevê três trechos diferentes. O primeiro começa em Corumbá, passa por Pirenópolis e chega à Fazenda Babilônia. O segundo sai da Fazenda Babilônia e vai até Jaraguá com destino ao Caminho dos Tropeiros. E o terceiro começa na Estrada dos Tropeiros, passa por Ouro Fino e pela Estrada Real até chegar à Cidade de Goiás.

A expectativa é de que em um ano seja concluída a primeira etapa, que é constituída pela execução de obras de infraestrutura como pontes, totens, mirantes, implantação de sinalização, além da autorização de empréstimo via Caixa Econômica Federal e criação do cronograma de eventos. Após as 48 semanas planejadas, será anunciada a segunda etapa do projeto.

O Caminho de Cora Coralina contará também com recursos oriundos de emendas parlamentares dos deputados federais Adriano do Baldy e José Nelto, no valor de R$ 1,5 milhão. O recurso deve ser empenhado nesta semana e, com isso, 20% do valor já será disponibilizado ao Governo de Goiás. Somado a isso, o projeto deverá contar com mais R$1,5 milhão do Ministério do Turismo.

Participaram da reunião para apresentação do projeto turístico o presidente da Goiás Turismo, Fabrício Amaral; o presidente da Associação do Caminho de Cora, Bismarque Villa Real; a coordenadora do Caminho de Cora, Alexandrina Alves; o deputado federal Adriano do Baldy; os consultores Ana Luiza Piati, Antonio Augusto Rabelo, Eliane Gomes e Patricia Augusta Barbosa; e o ex-deputado Barbosa Neto.