Incêndios: responsáveis serão enquadrados na Lei de Segurança

Publicado: 20/09/19 17:50

Quase 160 focos denunciados por dia

O governador Ronaldo Caiado prometeu empenho na identificação e rigor na punição dos responsáveis pelas queimadas que assolam Goiás, em entrevista coletiva nesta sexta-feira (20/9), logo após a solenidade de formatura da 2ª turma do Grupo de Ações e Respostas Rápidas (Garra).

“Aqueles que acham que em Goiás podem praticar o crime e ficarão impunes estão enganados. Não vamos poupar qualquer esforço no sentido de mostrar que em Goiás não terá impunidade. Estamos com toda a inteligência da Polícia Civil e as ações da Polícia Militar para identificarmos os responsáveis, que serão enquadrados na Lei de Segurança Nacional”, garantiu Caiado.

Segundo o governador, a média é de quase 160 focos denunciados por dia e o que chama a atenção das autoridades é que são vários focos simultâneos, indício de que as práticas são criminosas. “Lógico que muitos deles são provocados por algum acidente, mas nas últimas horas temos identificado diversos incêndios criminosos”, afirmou o governador, instantes depois de ser informado da prisão de um suspeito em Bela Vista.

“Amanhã, tanto eu quanto o secretário de Segurança Pública, o delegado-geral e o coronel Matheus estaremos nos deslocando para Santa Helena, onde também há a suspeita de incêndios criminosos, e vamos trabalhar duramente para combater o fogo”, comentou Caiado.

Caiado frisou que esta é a onda de calor mais forte que Goiás enfrentou nos últimos 20 anos, com temperaturas atingindo 40 graus, chegando a ultrapassar essa marca em algumas regiões do Estado. “É inadmissível que pessoas ainda tenham essa prática. O indivíduo que se propõe a colocar fogo numa mata, numa pastagem, num momento em que o Estado está há mais de 120 dias sem uma chuva e com uma onda de calor tão forte, é lógico que esse cidadão tem um único objetivo: praticar um crime e esse crime tem várias consequências. Não é só o patrimônio que é destruído. São vidas de animais, de pessoas e isso tem causado uma reação muito forte da sociedade.”

Em 98% dos casos, os incêndios são provocados. Este é o caso da queimada que consumiu mais de mil hectares dos Parques Estaduais Altamiro de Moura Pacheco e João Leite desde a última quinta-feira (12/09) e envolveu 80 brigadistas do Corpo de Bombeiros Militares do Estado de Goiás (CBMGO) e de voluntários. A seca prolongada que assola o Estado faz com que o Governo de Goiás mantenha nível de alerta máximo contra queimadas. Equipes da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), Corpo de Bombeiros e brigadistas voluntários trabalham de forma incansável para combater os focos de incêndio que surgem nesta época do ano.

Formatura
Pela manhã, o governador Ronaldo Caiado prestigiou a solenidade de formatura da 2ª turma do Garra. São 21 novos especialistas em motorresgate, sendo 16 do Corpo de Bombeiros de Goiás, quatro bombeiros do Distrito Federal e um policial militar de Goiás, que chegam para servir à sociedade após ser altamente preparados para estar o mais rápido possível no local da ocorrência, diminuindo a angústia e possíveis sequelas da vítima. “Quero neste momento cumprimentar esses formandos. É um orgulho enorme ser padrinho desta turma e ver o quanto estamos avançando. Vocês se tornaram referência nacional pela coragem, solidariedade e amor ao próximo”, saudou o governador.

Recebendo os parabéns de amigos e familiares, o sargento Shanjay Moreira Nogueira, um dos formandos, parabenizou Caiado pela sensibilidade de implantar o Garra. “Essa modalidade de socorro sobre moto é fundamental, especialmente em um trânsito como o de Goiânia, para agilizar o atendimento e aprimorar o atendimento à sociedade”, afirmou. Além da homenagem aos primeiros colocados do curso, os formandos receberam o brevê, distintivo que indica a especialidade de cada militar e que só pode ser ostentado por aqueles que concluíram o curso com aproveitamento. Caiado também exaltou o trabalho da Corporação no combate às queimadas e conscientização no uso da água.

A solenidade marcou ainda a entrega de 270 rádios digitais, que representaram um investimento R$ 560 mil. Os equipamentos possibilitam aplicação de dados, uso de GPS integrado, envio de mensagens, redução de ruídos ambientes e eliminação da estática, além de maior alcance e até 40% a mais de durabilidade da bateria. Também foi feita entrega simbólica de uma motocicleta XT-660, representando as seis que foram doadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O curso instruções de Atendimento Pré-Hospitalar, Manutenção de Motocicletas, Pilotagem Básica, Pilotagem de Alto Risco I e II, Técnicas de Escolta, Legislação de Trânsito e ainda participaram de um estágio supervisionado. O Garra foi criado em maio deste ano, com o objetivo de contribuir no tempo de resposta em atendimentos e, assim, aumentar as chances de sobrevivência das vítimas, tendo em vista que as motocicletas são mais versáteis que os demais veículos. Com pouco mais de 100 dias de atuação, mais de mil ocorrências foram atendidas.

Secretaria de Comunicação