Recursos tecnológicos são aliados da Seduc nas aulas não presenciais

Em tempos de isolamento social, programas de computador e aplicativos de celular conectam professores e alunos, e minimizam os prejuízos na aprendizagem

Mais do que nunca, a rede estadual de ensino demonstra a sua força e união. Logo após a determinação do governador Ronaldo Caiado de suspender as aulas presenciais por um período inicial de 15 dias, como uma das medidas de segurança na disseminação do coronavírus, houve uma mobilização recorde em todo o Estado para que o processo de aprendizagem dos alunos não fosse tão prejudicado.

Sob o comando e orientações da secretária Fátima Gavioli, um comitê formado por técnicos, gerentes e superintendentes da Secretaria Estadual da Educação (Seduc) agiu rápido e mobilizou professores, diretores e coordenadores pedagógicos em todo o Estado com o objetivo de discutir e encontrar as melhores estratégias para que alunos do Ensino Fundamental e Médio recebessem, em casa, conteúdos e listas de atividades de diferentes disciplinas.

E nesse momento, a tecnologia foi – e está sendo – uma grande aliada nas aulas não presenciais. Superintendente de Ensino Fundamental da Seduc Goiás, Giselle Pereira Campos Faria conta que os professores da rede estão sendo orientados na organização das turmas virtuais por meio de diversos recursos tecnológicos, como os programas de computador (Skype e Zoom) e aplicativos de celulares (whatsApp).

Ensino Fundamental

No atual contexto, onde o isolamento social se tornou uma arma contra o Covid-19, as redes sociais também estão sendo importantes ferramentas. “Tudo que temos ao nosso alcance e que seja capaz de promover a interação entre professores e alunos, nós temos utilizado”, diz ela. E a resposta dos alunos, segundo Giselle, tem se mostrado bem positiva.

A superintendente de Ensino Fundamental destaca ainda que já está sendo elaborado um portal exclusivo pela Seduc, que irá disponibilizar lista de atividades e de exercícios, além de aulas online. Esse portal também oferecerá apoio aos professores durante a elaboração de suas aulas virtuais.

“Estamos vivendo dias atípicos dentro de um cenário de imprevisibilidade e isso exige de todos nós – professores, gestores, equipes das Coordenações Regionais e da própria Seduc, muita criatividade”, lembra Giselle Pereira Faria Campos.

Como bem tem orientado a secretária Fátima Gavioli à sua equipe, a Secretaria Estadual da Educação não pode deixar de cumprir a parte dela, que é encontrar alternativas que garantam a aprendizagem dos alunos, momentaneamente privados de frequentar as aulas presenciais.

Escolas em tempo integral

Encontros virtuais também se tornaram um canal de comunicação entre a Superintendência de Educação Integral e as equipes das 40 Coordenações Regionais de Educação, diretores escolares e professores em todo o Estado. A superintendente Márcia Rocha Antunes afirma que reuniões gerenciais são realizadas todas as quintas-feiras por meio de webconferência.

Já as unidades escolares, toda segunda-feira, os gestores educacionais promovem encontros à distância com o grupo de professores para deliberarem as ações a serem realizadas. “Por meio de programas como o Zoom ou Skype, eles definem como serão os trabalhos ao longo da semana”, explica Márcia Rocha Antunes.

Segundo ela, após essas reuniões, os coordenadores pedagógicos das escolas orientam os coordenadores de áreas e os professores, já direcionando o trabalho pedagógico e fazendo todo o acompanhamento. “A mesma metodologia tem sido usada pelo grupo gestor das instituições de ensino para garantir a continuidade de serviços administrativos que não podem parar como, por exemplo, a prestação de contas”, ressalta a superintendente, que também faz questão de lembrar que a Seduc está tendo o cuidado de enviar, aos pais dos estudantes, todos os informativos em relação às atividades disponibilizadas semanalmente aos alunos.

Ensino Médio virtual

Para garantir a aprendizagem dos estudantes do Ensino Médio, a Secretaria de Educação do Estado de Goiás recorreu a dois programas que já encontram consolidados no meio educacional, que são o Goiás Tec e o EJA Tec.

Criado no segundo semestre de 2019 com o intuito de facilitar a vida do estudante que trabalha e tem dificuldade para frequentar a escola, o Programa de Ensino Médio à Distância conta com a internet e nove polos em todo o Estado para fazer com que os conteúdos didáticos cheguem a todos os alunos.

Outro aliado da Secretaria de Educação no atendimento aos estudantes do Ensino Médio tem sido o Goiás Tec, um programa de mediação tecnológica instais ituído com a proposta de ampliar o atendimento por meio de uma metodologia inovadora, onde as aulas são transmitidas em tempo real, via satélite, com o professor ensinando os conteúdos dentro de um estúdio de TV.

Mais informações: (62) 3201-3004