Dgap monitora alimentação fornecida às UP’s

Equipe da 8ª Regional visita cozinha da empresa contratada para monitorar a produção das refeições, alinhar melhorias ao processo e garantir que os alimentos cheguem dentro do padrão de qualidade aos detentos

 

A Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (Dgap), por meio dos gestores dos contratos de alimentação, realiza periodicamente o monitoramento e a fiscalização das empresas que fornecem alimentos para as unidades prisionais. Essa semana foi a vez da equipe da 8º Coordenação Regional Prisional (CRP) realizar uma visita técnica na cozinha da empresa responsável pelas refeições das unidades prisionais de Planaltina de Goiás e Formosa.

As normas de fiscalização periódica se estendem para as etapas de distribuição e entrega, em que são avaliadas diariamente a qualidade, quantidade, apresentação, temperatura e a aceitação das refeições fornecidas. As empresas contratadas também precisam apresentar mensalmente o cardápio, devidamente montado por nutricionistas, ao Serviço de Nutrição da Dgap, e executá-lo com fidelidade.

O diretor-geral de Administração Penitenciária, Josimar Pires, afirma que as ações de fiscalização e controle de qualidade das refeições serão ainda mais intensificadas neste ano. “As mudanças que fizemos nos últimos meses já deram um salto na qualidade do fornecimento de alimentação, mas vamos continuar investindo em processos e monitoramento para progredir ainda mais”, ressaltou.

De acordo com o coordenador interino da 8ª CRP, Edinei Dias dos Santos, a equipe verificou a estrutura da cozinha onde a empresa prepara as refeições e conferiu as condições de higiene e limpeza das instalações, o armazenamento de insumos utilizados no preparo das refeições e os procedimentos de produção.

Edinei conta ainda que ficaram acertadas algumas melhorias que serão realizadas para garantir que as refeições cheguem para os custodiados dos estabelecimentos penitenciários dentro do padrão de qualidade. “Os cuidados para minimizar as chances de incidentes também serão redobrados e nós continuaremos atentos a todo processo”, disse.

Novos procedimentos

No último ano a Dgap vem intensificando o controle de qualidade das refeições que são destinadas às unidades prisionais. Em junho do ano passado, foi criada uma Comissão de Fiscalização dos contratos de alimentação e estabelecidas uma série ações e recomendações que as empresas, em contrato com a Dgap, devem seguir e fiscalizar.

Entre estes quesitos estão a vistoria das instalações das cozinhas onde são preparadas as refeições, padrões técnicos recomendados, quadro de pessoal operacional e administrativo qualificado e em número suficiente, padrão de higiene de acordo com a legislação vigente, uso de uniformes e equipamentos de proteção individual específico para o desempenho das funções.

Fonte: Dgap – Governo de Goiás

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.