Governo de Goiás será parceiro na expansão da Taça das Favelas

Novidade foi divulgada pelo governador Ronaldo Caiado, nesta sexta (25), durante encontro com seleção goiana que foi vice-campeã da Taça das Favelas Nacional 2022, maior campeonato entre comunidades do mundo

O governador Ronaldo Caiado anunciou, nesta sexta-feira (25/11), que o Governo de Goiás apoiará a Central Única das Favelas (Cufa) na expansão do campeonato de futebol voltado para comunidades, a partir de 2023. A novidade foi divulgada durante encontro, realizado no Palácio das Esmeraldas, em Goi6ania, com a seleção goiana masculina que faturou o vice-campeonato da Taça das Favelas Nacional 2022. Trata-se do maior campeonato entre comunidades do mundo.

Em conversa com atletas e comissão técnica, Caiado disse que a intenção do Estado é intensificar o suporte ao trabalho realizado entre as pessoas em situação de vulnerabilidade social. A partir daí, incentivá-las a praticar esportes e encontrar novos talentos. “Esse torneio vai fazer com que haja um campeão estadual para que possamos qualificar, cada vez mais, nossa seleção para competir nacionalmente”, revelou o chefe do Executivo.

O secretário de Estado de Esporte e Lazer, Henderson de Paula, explicou que as regras e logística do novo campeonato serão definidas durante um congresso técnico com a Cufa Goiás – uma organização sem fins lucrativos que está presente em 35 cidades goianas. “O objetivo é fazer com que as pessoas mais vulneráveis tenham oportunidades e chances, é isso que Caiado vem mostrando. Teremos um grande time representando Goiás com a seleção dos melhores atletas e suas posições”, salientou.

Em Goiás, a Taça das Favelas atualmente é realizada na região Metropolitana de Goiânia. Agora, com o apoio anunciado pelo governador, “será um projeto estadual que vai alcançar todas as regiões do Estado”, declarou o presidente da Cufa Goiás, Breno Cardoso. “Isso é uma expansão, um avanço. Agradecemos o governador por reconhecer e entender a importância que tem esse projeto de inclusão”, concluiu. Na categoria masculina, a ação reúne adolescentes entre 16 e 17 anos. Já na feminina, não há limitação de idade. “São equipes formadas por moradores de bairros de periferia e comunidades”, definiu o representante.

Reconhecimento
Durante encontro com o time vice-campeão da Taça das Favelas Nacional 2022, o governador parabenizou cada membro da delegação pelo empenho e dedicação por representar Goiás na competição de nível nacional. “Recebam o reconhecimento do governo e do povo goiano pelo trabalho de vocês”, disse à equipe. Na semana passada, na véspera do jogo decisivo, Caiado também recebeu os jovens no Palácio das Esmeraldas.

Goiás eliminou os times dos estados de Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Piauí e, na semifinal, o favorito do campeonato, Rio de Janeiro. A final contra o São Paulo foi realizada no sábado (19/11) na Arena Barueri. Os goianos foram superiores no tempo normal, que ficou no 0 a 0, mas sofreram revés nos pênaltis (5 a 4). “Entramos em campo para honrar a bandeira do Estado. Chegamos lá, lutamos e perseveramos”, declarou o zagueiro Marco Antonio Fernandes.

O técnico Lindomar Alves Pereira, que sempre trabalhou em campo de terra e com crianças em situação de vulnerabilidade social, classificou o time goiano como “guerreiro”. “Não faltou vontade. Os meninos deram tudo de si. Estão de parabéns, e somos gratos pelo apoio do Estado”. Já o presidente da Cufa Goiás lembrou que o time “levou o nome de Goiás para mais de 60 milhões de pessoas” que assistiram à competição. E que o reconhecimento do governador ficará na memória de toda a delegação.

Fonte: Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.